Paraná prorroga toque de recolher para tentar conter casos da covid-19

Por Tribuna Popular Publicado em
Paraná prorroga toque de recolher para tentar conter casos da covid-19

Restrições estão em vigor até 31 de janeiro

O governo do Paraná prorrogou até o dia 31 de janeiro as restrições à circulação de pessoas e as normas de distanciamento social implementadas no início de dezembro de 2020. O objetivo é conter a propagação do novo coronavírus (covid-19) e o aumento do número de casos no estado. 

Assinado nesta quinta-feira, 07 de janeiro de 2021 pelo governador Ratinho Júnior (PSD), o Decreto nº 6.599 estende a validade das medidas já previstas no Decreto nº 6.294, de 3 de dezembro.

Com a medida fica mantido o toque de recolher que limita a circulação de pessoas entre as 23h e as 5h, em todo o estado. A medida só não se aplica a trabalhadores de serviços e atividades essenciais, como saúde e segurança pública.

A relação completa das atividades consideradas essenciais pode ser consultada no Decreto nº 4.317 , de março de 2020.

O decreto também mantém a proibição da venda e do consumo de bebidas alcoólicas entre 23h e 5h, mas amplia de dez para 25 o número máximo de pessoas reunidas em confraternizações e eventos presenciais que causem aglomerações – não sendo contabilizadas crianças com menos de 14 anos de idade.

O decreto entrou em vigor nesta quinta-feira (07/01/2021), e poderá ser prorrogado de acordo com a evolução do número de casos da covid-19 nas próximas semanas.

Até ontem (06), o Paraná já registrava 427.590 casos confirmados da doença e 8.170 mortes. Ao estabelecer o toque de recolher, no início de dezembro, o governo estadual apontou que o índice de taxa de reprodução do vírus já se encontrava acima da média para a capacidade de leitos de UTI exclusivos para a covid-19, cuja expansão, já àquela altura, se encontrava \"em seu último estágio, havendo falta de recursos humanos, insumos e de equipamentos\".

Fonte: Agencia Brasil

Atenção!

A reprodução das fotos do portal de notícias Tribuna Popular com endereço digital jtribunapopular.com.br está expressamente proibida.

As fotos são protegidos pela legislação brasileira, em especial pela Lei de Direitos Autorais (Lei Federal 9.610/98) e é um direito de imagem garantida pela lei.

A Tribuna Popular retém os direitos autorais do conjunto de textos e fotos publicados no site conforme a lei 9.610 de 19/02/1998.

Para a reprodução do conteúdo fora das condições especificadas entrar em contato com o seguinte e-mail jtribunapopular@bol.com.br