Ratinho Junior surfa também com os investimentos de Itaipu no Aeroporto Internacional

Por Tribuna Popular Publicado em
Ratinho Junior surfa também com os investimentos de Itaipu no Aeroporto Internacional

O CARONEIRO

Ratinho não colocou um centavo no aeroporto, mas seus marqueteiros fizeram parecer que era obra do Governo do Estado

Enrique Alliana - Jornalista

As obras de ampliação da pista do Aeroporto Internacional de Foz do Iguaçu tiveram um custo de R$ 64,9 milhões. 80% foi bancado por Itaipu e 20% pela Infraero.

O Governo do Estado não colocou um centavo, mas o governador Ratinho Junior propagandeou pelos quatro cantos do Paraná que a obra era resultado da união de esforços. "Essa obra é uma soma de boa engenharia, bom projeto, boa empresa prestando serviço, apoio técnico e financeiro da Itaipu e a assistência do Governo do Estado com apoio de engenharia e na área ambiental".

O projeto foi bancado pelo Fundo Iguaçu. Apesar de não aportar um centavo, em 15 de fevereiro de 2021, Ratinho Junior juntou o secretário Sandro Alex, seu líder na Assembleia, o deputado Hessein Bakri, convidou o prefeito e vereadores para uma vistoria às obras, que não eram dele.

Governador e sua turma posaram para fotos no meio da pista que seria inaugurada em abril pelo presidente Bolsonaro. Na oportunidade o bravo governador ressaltou que a obra era "uma das mais emblemáticas do pacote porque impacta o turismo". Ele falou sobre a celeridade da obra e fez questão de destacar que foram 800 mil metros cúbicos de terra, o equivalente a 50 mil caminhões cheios. Claro que o governador não colocou um punhado de terra.

Não satisfeito, jactou-se mais uma vez, fazendo cortesia com o chapéu alheio:. "Será a maior pista do Sul do Brasil, o que também demonstra o potencial de Foz do Iguaçu. O aeroporto vai atender toda a região Oeste e, automaticamente, todo o Paraná. Turistas do mundo todo poderão descer direto dos voos internacionais em Foz, o que antes não era possível. A ampliação também vai fazer com que o aeroporto possa se tornar uma central logística da América do Sul".

Palmas pra nós

O secretário Sandro Alex bateu palmas para a fala do governador e deu sua palhinha: "Vamos passar a disputar de igual para igual com o Rio de Janeiro", afirmou. Em menos de dois anos conseguimos fazer com que a pista fosse construída. O principal beneficiado é o usuário, pois muito em breve ela estará à disposição dos passageiros".

Os marqueteiros do governador seguiram à risca os conselhos do mestre Joseph Goebells, tascaram a notícia na agência de notícias oficial e espalharam para todo o estado.

Escreveram que ampliação da pista era "a parte final de um projeto estruturante maior no aeroporto. A etapa anterior incluiu a ampliação do pátio de manobras de aeronaves a partir do portão 2, a duplicação da via de acesso ao aeroporto (ligação entre o terminal e a BR-469) e a implantação de uma nova pista para taxiamento".

E prosseguiram vendendo o peixe: "As obras efetuadas no aeroporto nos últimos anos incluem, ainda, melhorias no terminal, como ampliação da área de check-in, das salas de embarque e desembarque, implantação de escadas rolantes, carrosséis de bagagem, novos elevadores e quatro pontes de embarque (fingers); troca do asfalto de toda a pista; recape das pistas de táxi; e ampliação do sistema de ar-condicionado. Esse conjunto deve aumentar a capacidade do aeroporto de 2,6 milhões para 5 milhões de passageiros". Qual o aporte financeiro do Governo do Estado? Nada.

Investimento pífio

De todo o volume de recursos investidos pela Itaipu e Governo Federal em Foz do Iguaçu, Ratinho Junior vai aportar apenas R$ 3 milhões na duplicação da Rodovia das Cataratas.

Sua equipe de marqueteiros - que é muito grande e competente - pode dizer que ele construiu o viaduto na entrada da cidade, mas quem iniciou e deixou quase pronta essa obra foi a ex-governadora Cida Borghetti. O governador Ratinho fez apenas a inauguração simbólica percorrendo o pavimento junto com seus fiéis escudeiros Sandro Alex, Guto Silva e Hussein Bakri.

Mas não podemos dizer que o governador não investiu nada em Foz porque seu governo está fazendo o Condomínio do Idoso, na região de Três Lagoas. São 40 casas, ao custo de R$ 4,29 milhões, com investimento da Cohapar.

Fonte: https://jtribunapopular.com.br/uploads/files/2021/05/jornal-tribuna-popular-edicao-301-pdf-1620073199.pdf

 

Galeria de imagens:

Atenção!

A reprodução das fotos do portal de notícias Tribuna Popular com endereço digital jtribunapopular.com.br está expressamente proibida.

As fotos são protegidos pela legislação brasileira, em especial pela Lei de Direitos Autorais (Lei Federal 9.610/98) e é um direito de imagem garantida pela lei.

A Tribuna Popular retém os direitos autorais do conjunto de textos e fotos publicados no site conforme a lei 9.610 de 19/02/1998.

Para a reprodução do conteúdo fora das condições especificadas entrar em contato com o seguinte e-mail jtribunapopular@bol.com.br