Sérgio Fabriz teve uma gestão conturbada com o Sindicato da Saúde

Por Tribuna Popular Publicado em
Sérgio Fabriz teve uma gestão conturbada com o Sindicato da Saúde

PELA PORTA DOS FUNDOS III

No início tudo era tudo maravilha, mas depois Sergio Fabriz mostrou as garras com a terceirização das UPAS e alimentação de péssima qualidade

Enrique Alliana / Jornalista

Perguntado sobre a gestão Fabriz, o Presidente do SEESSFIR, Paulo Sérgio Ferreira, ressaltou que a gestão no inicio resolveu vários problemas com questões trabalhistas, inclusive uma dívida milionária com os trabalhadores deixada pela Gestão Reni Pereira.

Porém ressalta o presidente do SEESSFIR que após o início da pandemia as coisas se estreitaram muito, o que limitou o diálogo entre Sindicato e Fundação, uma vez que o Sindicato apontava diversos problemas e nada era feito, muitos ignorados pelo diretor da Fundação , Sergio Fabriz.

"Antes da pandemia o Sindicato realizou toda a reforma da sala de estar dos colaboradores da Fundação, com equipamentos e movelaria moderna, fez a doação de centenas de pinças que foram encontradas em meio aos prontuários da Santa Casa, apoiou a gestão na regularização das questões trabalhistas entre outros eventos com a participação do Sindicato", destacou Paulo.

Terceirização das UPAs

A relação ficou conturbada após o inicio da pandemia e o processo de terceirização das UPAS, uma vez que o Sindicato entendeu que foram descumpridos os acordos que estava previsto na Convenção Coletiva de Trabalho.

"A passagem da administração das UPAS para a Fundação é um sério problema, uma vez que você tem servidores junto com Empregados Públicos da Fundação, diversas disparidades trabalhistas, ninguém tem acesso ao processo de contração, não sabendo a quantidade de trabalhadores que hoje estão nas UPAS.", aponta o dirigente sindical.

Outros assuntos sérios que estremeceram a relação foram os problemas envolvendo o cartão alimentação dos funcionários e também as refeições servidas aos trabalhadores.

O cartão alimentação fazia com que os trabalhadores se submetessem a situações vexatórias, tendo que devolver os alimentos comprados, pois os cartões viviam com problemas. O Sindicato notificou por diversas vezes a direção da Fundação que não dava atenção ao problema, quando então o Sindicato levou para imprensa o problema que os trabalhadores estavam enfrentando.

Péssima qualidade

Paulinho diz que as refeições servidas aos trabalhadores também era uma questão que causou grande atrito entre Sindicato e Fundação, uma vez que muitas vezes a alimentação servida era de péssima qualidade, encontrando inclusive insetos nos alimentos. "A direção da Fundação não só ignorou o fato, como a mesma empresa ganhou a licitação para continuar as atividades no Hospital".

Alimentação de péssima qualidade

Recentemente o Sindicato apontou a recorrência de assédio moral contra servidores e, por ultimo, o problema envolvendo o pagamento da data base dos trabalhadores, onde a direção da Fundação participou ativamente das negociações, porém na hora de pegar alegou falta de recursos financeiros.

A gestão do departamento de recursos humanos do Hospital também é um problema sério, uma vez que os trabalhadores não encontram um local que tenha resolutividade nos atos.

O que esperar do novo diretor

O Sindicato espera que o novo diretor resolva todos estes problemas e entenda que o Sindicato é ponte de apoio da gestão." Quando apontamos um problema é que algo de errado esta acontecendo, basta o diretor analisar os fatos e ouvir os apontamentos do Sindicato", explica Paulinho.

O novo diretor terá uma grande missão, pois o Sindicato já apontou algumas mudanças que são pontuais para o bom andamento dos trabalhos do novo diretor.

O Presidente do Sindicato finalizou desejando que o novo diretor realmente venha para somar e se veio pra dividir, que fique o recado que estaremos nos multiplicando para evitar que os mesmos erros sejam cometidos.

Fonte: https://jtribunapopular.com.br/uploads/files/2021/08/jornal-tribuna-popular-edicao-309-pdf.pdf

Galeria de imagens:

Atenção!

A reprodução das fotos do portal de notícias Tribuna Popular com endereço digital jtribunapopular.com.br está expressamente proibida.

As fotos são protegidos pela legislação brasileira, em especial pela Lei de Direitos Autorais (Lei Federal 9.610/98) e é um direito de imagem garantida pela lei.

A Tribuna Popular retém os direitos autorais do conjunto de textos e fotos publicados no site conforme a lei 9.610 de 19/02/1998.

Para a reprodução do conteúdo fora das condições especificadas entrar em contato com o seguinte e-mail jtribunapopular@bol.com.br